http://botanica.sp.gov.br

30/05/17 15:20

Nova Coordenação da Pós-graduação do IBt

Apresentação dos novos membros da Coordenação do
Programa de Pós-Graduação em Biodiversidade Vegetal e Meio Ambiente – INSTITUTO DE BOTÂNICA

No dia 26 de maio, as 9:30h no Anfiteatro do Instituto de Botânica, o Dr. Luiz Mauro Barbosa, Diretor Geral do IBt apresentou a Nova Coordenação do Programa de Pós-Graduação (PG) em Biodiversidade Vegetal e Meio Ambiente.

Durante o evento, a Coordenadora que agora deixa o cargo, Dra. Célia Leite Sant`Anna, fez uma explanação sobre as conquistas do curso de 2013-2016, ressaltando o salto de qualidade nos serviços administrativos com o processo de informatização do Curso e a melhora na qualidade da produção científica do Programa nos 4 anos de seu mandato. Na gestão da Dra. Célia, foram investidos cerca de R$ 155 mil da Reserva Técnica Institucional da FAPESP, em duas etapas, para a Informatização da secretaria administrativa, que foi concluída em dezembro/2015 e na Etapa 2 a elaboração de um banco de dados com todas as informações científicas geradas pelos alunos e professores do programa, concluída em novembro de 2016.  Dessa forma, toda a produção científica da PG está disponível para alunos, professores, profissionais de áreas afins, público em geral, possibilitando também o rápido atendimento às demandas da SMA.

Durante o evento, a nova coordenação, composta pela Dra. Mutue Toyota Fujii e Dra. Silvia Ribeiro de Souza também apresentou sua intenção de melhorar ainda mais a qualidade do Curso de Pós-Graduação, com iniciativas que promovam sua maior internacionalização, indo ao encontro as propostas em andamento, reforçando a perfeita integração entre os novos e antigos membros da PG-IBt.

O Programa de Pós-graduação em Biodiversidade Vegetal e Meio Ambiente foi aprovado pela CAPES em 2002, criado em 2003 como nível 4 e classificado como nível 5 a partir de 2009. Ele foi elaborado para suprir a carência de formação de recursos humanos na área ambiental, com ênfase nas questões que envolvem Botânica e Meio Ambiente. Atualmente, o curso conta com 90 alunos, 44 docentes, envolvendo 22 disciplinas, 29 bolsas de Mestrado e 40 de Doutorado, financiadas pelo CNPq, CAPES e FAPESP, movimentando um montante de recursos de mais de um milhão e setecentos mil de reais/ano.

Durante o evento, O Dr. Luiz Mauro ressaltou a excelência científica existente no Instituto de Botânica, o que foi decisivo para o sucesso do Programa de Pós-Graduação, e agradeceu imensamente a Dra. Célia e toda equipe da Coordenação da Pós graduação, que tão bem conduziu a gestão desenvolvida desde 2013. O Dr Luiz Mauro aproveitou a oportunidade para solicitar maior integração entre as ações envolvendo as atividades do corpo discente e docente e as atividades Institucionais, no âmbito das questões ambientais. Segundo as palavras do Diretor ”temos, apesar das dificuldades, um Programa de Pós-graduação reconhecido nacionalmente e  que vem produzindo resultados que subsidiam políticas públicas em diversas áreas de atuação da SMA”. Um exemplo disso, refere-se integração entre ensino/pesquisa/extensão que resultou na oferta, a partir deste ano, de 15 Cursos de Extensão que abrangem diversas áreas de Botânica, em mais uma atuação dos docentes da PG e Pesquisadores do Instituto de Botânica (IBt). Outro fato a se destacar é em relação as novas tendências exigidas pelo curso, visando colocar no mercado de trabalho, profissionais especializados para atuarem na área ambiental e em todo o país.