http://botanica.sp.gov.br

Núcleo de Pesquisa em Ficologia

Missão: desenvolver pesquisas em Ficologia, incluindo algas e cianobactérias de ambientes continentais e marinhos

A Seção de Ficologia surgiu extraoficialmente em 1960, como um núcleo dentro da Seção de Criptógamos do Instituto de Botânica, para dar início aos estudos das algas continentais e marinhas. Somente em 1969 foi criada, oficialmente, a Seção de Ficologia, vinculada à Divisão de Fitotaxonomia deste Instituto, atualmente denominada Núcleo de Pesquisa em Ficologia.
Dada a absoluta carência de pesquisa ficológica em nosso país, na época, e como não poderia deixar de ser, taxonomia foi a primeira linha de pesquisa a ser desenvolvida. Entretanto, como decorrência natural do crescente acúmulo de conhecimento da ficoflora brasileira, passou-se a desenvolver novas abordagens de pesquisa envolvendo, principalmente, biologia reprodutiva, citogenética, ecologia, fisiologia, quimiotaxonomia e, recentemente, biologia molecular e filogenia.
Como unidade de pesquisa, o Núcleo de Pesquisa em Ficologia é considerado tanto pelo CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) quanto pela RLB (Rede Latino-americana de Botânica) um centro de excelência na formação e capacitação de recursos humanos. Dentro desse contexto, os pesquisadores participam de vários programas de pós-graduação do país, especialmente no Programa de Pós-graduação em Biodiversidade Vegetal e Meio Ambiente, deste Instituto, e contribuem ativamente na formação de recursos humanos, orientando e supervisionando estudantes e profissionais em todos os níveis, formando ficólogos atuantes em vários estados do Brasil e, também, em países da América Latina e do Caribe.
Os pesquisadores do NPF fazem parte do Grupo de Pesquisa certificado pelo CNPq: “Diversidade biológica e química de algas marinhas, continentais e cianobactérias”, desenvolvendo as seguintes linhas de pesquisa:

Infra-estrutura – devido à amplitude de suas linhas de pesquisa, o Núcleo de Pesquisa em Ficologia ocupa dois andares (térreo e segundo piso) do prédio 3, que abrigam, além das salas de pesquisadores, as seguintes unidades: Herbário seccional de Algas, Laboratório de Cultura de Algas e Cianobactérias, Laboratório de Biologia Molecular, Laboratórios de Microscopia e Taxonomia de Microalgas e de Macroalgas Marinhas, Laboratório de Fitoquímica, Sala de Herborização e Preparação de Material Ficológico e Almoxarifado de Reagentes e Substâncias Químicas.